Biografia

Conheça um pouco da minha história

Claudia Amorim
Claudia Amorim
Claudia Amorim

Iniciou carreira ainda criança participando do coro infantil dos Estúdios Disney dublando canções para programas para televisão, em especial, "O Clube do Mickey", sob a supervisão e direção artística da cantora Cyva, integrante do Quarteto em Cy.

Ainda na infância participou de gravações de jingles e spots para rádios e TV, sempre integrando coros infantis e de jovens.

Atuou durante cinco anos em um grupo vocal e foi backing vocal de Sandra de Sá e Tavito fazendo shows e gravações por todo o Brasil. Fez participação especial como vocalista no disco Alma da cantora Leila Pinheiro na música Anima.

Decidiu pela carreira solo quando conheceu o ‘padrinho musical’ Danilo Caymmi que a presenteou com músicas de sua autoria e com ela dividiu o palco, participando de sua estréia como solista.

Em 1998, participou do Projeto Novo Canto, conhecido por lançar artistas novos no mercado, ao lado do Quarteto em Cy, unindo duas gerações de artistas no mesmo palco. O show de Claudia foi um dos escolhidos pela rádio JB FM para compor um programa especial com os artistas que mais se destacaram naquela versão do projeto.

Integra a coletânea “Novo Canto – vol 3”, lançada pela gravadora Dabliú

Participou ainda dos projetos “Cartão Postal da MPB”, no Centro Cultural da Justiça Federal, do Projeto Camarote das Artes, da Caixa Econômica Federal, do Projeto Cultura Musical, do Centro Cultural Banco do Nordeste, do Projeto Sesc Arsenal, em Cuiabá e do Projeto Musica no Metrô, na Estação Carioca do Metrô do Rio de Janeiro.

Abriu o show de Tereza Cristina no “Circo Voador”, no Rio de Janeiro acompanhada por banda.

Idealizou, coordenou e realizou o espetáculo “Chico Buarque e Democracia – uma Historia em Comum”, patrocinado pela Petrobras e organizado pela Ordem dos Advogados RJ , no Canecão, onde também atuou como intérprete ao lado de Quarteto em Cy, Ruy Faria e Chico Faria em uma noite de homenagem a Chico Buarque. O show teve a direção musical de Luis Cláudio Ramos, arranjador, produtor artístico e diretor musical de Chico Buarque há mais de 20 anos. O lendário baterista Wilson das Neves fez participação especial no espetáculo que ocupou o Canecão em uma única noite.

Seus shows já percorreram as cidades de Fortaleza, Cariri, Nova Olinda, Sousa, Natal, Cuiabá, São Paulo, Belo Horizonte, Florianópolis, Petrópolis, Teresópólis, Friburgo e Rio de Janeiro, capital.

Em 2013, fez sua primeira turnê internacional apresentando-se em Genebra, na Suiça, no importante festival mundial Fétes de Geneve. Em seguida participou do Projeto Smile in Concert na Alemanha, em Sttutgart, e lançou seu cd SEDE em Paris em clubes de jazz, como Café de Sports e Cav du Riv 38.

Claudia Amorim foi incluída no Dicionário de Intérpretes da MPB de Ricardo Cravo Albin, disponível na Internet e em versão impressa.

Apresentou-se no sertão do Ceará e Paraíba através de iniciativa do Banco do Nordeste em um projeto de formação de plateias desenvolvido pelo Centro Cultural Banco do Nordeste. Destaque para o show que fez em Nova Olinda, em projeto que leva música às populações carentes. Por este mesmo projeto, realizou cinco apresentações em Fortaleza em anos distintos sempre no Centro Cultural Banco do Nordeste.

Tem 3 cds lançados: Dia Branco, Para Entender as Estrelas e Sede e dois singles, This Round is Mine (2017) e Não Existe Amor em SP (2018). Esta em pre-produção do terceiro single.

Tem três clipes oficiais, Amanha Sai no Jornal, direção Mauricio Salles, This Round is Mine e Não Existe Amor em SP, direção de ambos de Guillermo Planel.

O cd SEDE foi pré-selecionado ao Prêmio da Música Brasileira 2013 e recebeu menção honrosa como um dos 100 melhores cds do ano de 2012 pelo site Embrulhador.

Fez parte do elenco do projeto “Na ponta dos Versos” encabeçado pela Primeira Bailarina do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, Ana Botafogo. Este projeto reúne dança e números musicais os quais a cantora interpreta ao lado de um pianista e um percussionista. Todas as canções têm letra de Ferreira Gullar, poeta homenageado no projeto. Claudia tem um projeto que homenageia o poeta em um show com suas músicas.

Foi artista convidada do Programa Sr. Brasil, da TV Cultura, apresentado por Rolando Boldrin. E ainda participou de reprises nos programas especiais, como o do Dia da Mulher.

Foi artista da semana no Programa Faro MPB, da extinta MPB FM, assim como participou do Papos e Canções com o locutor Fernando Mansur.

Teve música lançada no Programa JB do Brasil em 2017, da Rádio JB FM, rádio líder de audiência, como destaque do mês.

Também foi convidada pelo Programa Paradiso Bar para cantar uma versão exclusiva de Dia Branco e foi ao ar na Rádio Paradiso e ANTENA 1 FM no final de 2017. Teve uma de suas faixas do álbum SEDE na programação das rádios, MEC, 94,5 FM e MPB FM.

Fez parte do coletivo de artistas Baby Te Amo que homenageia Luiz Melodia em show Tributo no Blue Note do Rio de Janeiro em final de 2017. Este grupo fará novas apresentações deste espetáculo. Também integra o grupo Nossas Melodias formado por Leia Maria, Renato Piau e Claudia.

Está no novo cd de Simone Guimarães, lançado em 2018, em faixa cantada por Mariana de Moraes, como vocalista ao lado de Carla Capalbo e Ilessi. Direção de Mauricio Maestro.

Em 2017 lançou o single e clipe This Round is Mine (composição de Simone Guimaraes) e em 2018 lança mais um single e clipe, desta vez, uma versao da música Não Existe Amor em SP de Criolo. Produzido e arranjado por Luiz Brasil. O clipe é dirigido por Guillermo Planel, que tambem dirigiu o clipe anterior, e traz a participação especial do ator Paulo César Pereio, ícone do cinema nacional com mais de 140 filmes na bagagem. Pereio nunca havia filmado um videoclipe antes. É sua estreia no gênero ao lado de Claudia.

O ano de 2018 rendeu à Claudia Amorim, uma chamada para o novo clipe no Programa Fique Ligado, da TV Brasil, exibição do novo clipe no Canal Music Box Brasil, Programa Babilônia, lançamento do single Não Existe Amor em SP na Rádio Shiga, do Japão e diversas participações em webradios brasileiras.

O novo sinlge e clipe foram lançados no Rio de Janeiro, no Audio Rebel.

Faz parte do Projeto Um Brasileiro e Dois Gringos, ao lado de Leila Maria, Alex Morcillo e Renato Piau em homenagem a Luiz Melodia. Apresentou-se com este coletivo na Sala Badem Powell e no Parque Madureira, Arena Fernando Torres, em final de 2018.

Foi aprovada em edital do Banco do Nordeste 2019 e irá realizar show em Fortaleza em homenagem ao poeta Ferreira Gullar. Aguardando a data ainda. Aparentemente o edital foi cancelado.

Todo trabalho de Claudia Amorim está disponível em todas as plataformas digitais distribuído pela Onerpm e Tratore.

Apresentou seu projeto Sambas e Choros, ao lado de Renato Piau, no Sesc Friburgo RJ e o espetáculo Labirinto Místico, também ao lado de Renato Piau para São Paulo, no Atelier Travessia, ambos em 2019.

Foi convidada pela Rádio MEC para gravar uma vinheta sore as precauções contra a Covid 19.

Durante o isolamento por conta da pandemia, Claudia tem apresentado seu show on line nas lives das redes sociais.

Contato: Ritme Produções
ritmeproducoes@gmail.com